7 de setembro de 2013

Cabos de Extensão

Usamos com imensa frequência e não nos damos conta de quanto são importantes e o quanto podem ser perigosos também. Não há nada a respeito dos cabos de extensão que possa sugerir algum perigo. Não há peças móveis, não há chamas e nem barulho. Eles são inofensivos..., mas podem ser perigosos se mal usados.

Somente bons cabos devem ser usados. Dê preferência àqueles que são testados e aprovados por laboratórios de testes de equipamentos elétricos. Os cabos que apresentarem desgaste devem ser reparados ( quando viável ) ou descartados.

Você pode controlar alguns dos riscos associados ao uso de cabos de extensão. Antes de tudo nenhum cabo de extensão pode suportar uma utilização abusiva. Se você der um nó, amassá-lo, cortá-lo ou mesmo curvá-lo, você poderá estar danificando seu revestimento isolante comprometendo-o.

Isto poderá causar um curto-circuito ou um princípio de incêndio, ou mesmo um choque elétrico. A maioria dos cabos elétricos transporta eletricidade comum de 110 volts sem grandes problemas, a não ser uma sensação de tomar um puxão. Sob certas condições uma corrente de 110 volts pode matar.

Tais condições podem ser representadas por um toque num cabo sem revestimento com as mãos molhadas ou suadas, ou pisar em superfícies molhadas.

Assim sendo, proteja o cabo de extensão que estiver usando. Enrole-o em grandes lançadas. Não o dobre desnecessariamente. Não o submeta a tensão. Um cabo nunca deve ser deixado pendurado numa passagem ou sobre uma superfície, onde as pessoas transitam. Os motivos são simples: evitar armadilhas que podem causar acidentes e evitar danos ao próprio cabo.

Se um cabo de extensão mostrar sinais de desgaste, ou se você souber que ele já foi danificado, troque-o por outro novo. Não conserte cabos por sua conta, a não ser que a pessoa seja habilitada para tal.

Em situações especiais, são necessários tipos especiais de cabos. Alguns são resistentes à água, outros não.

Alguns são isolados para resistência ao calor, outros são projetados para suportar a ação dos solventes e outros produtos químicos. Não conhecendo as características técnicas fornecidas pelo fabricante, evite usar cabos em locais úmidos, próximos ao calor ou locais contendo produtos químicos.

Existem Normas Internacionais que são utilizadas para coloração dos cabos termopares, bem como seus dois condutores: positivo e negativo.
Dentre as normas mais utilizadas no mercado brasileiro, podemos citar a Norma ANSI (Americana), norma DIN (Européia/Alemã) e a Norma JIS (Japonesa).

A utilização adequada de cabos de extensão não é difícil e nem complicada. O uso correto não toma tempo e pode livrá-lo de um choque elétrico ou incêndio. Algumas regras devem ser aplicadas via utilização segura de cabos de extensão.

-    Manuseie o cabo gentilmente, evitando tencioná-lo, dobrá-lo ou amassá-lo;
-    Pendure num local onde não perturbe a passagem, ou possa representar riscos;
-    Nunca use cabos desencapados;
-    Use sempre as bitolas indicadas para cada tipo de tensão ou serviço desejado;
-    Esteja sempre utilizando seus EPIs quando estiver fazendo manutenções com cabos;
-    Tomadas, engates e conexões também devem sempre estar em perfeitas condições de uso;

Seguido essas dicas poderemos fazer um trabalho seguro e bem executado.

  •  Facebook
  •  Twitter
  •  Google+
  •              Print Friendly Version of this pageImprimir Get a PDF version of this webpagePDF   

0 comentários:

Postar um comentário

Seja Bem Vindo!

Seu comentário é sempre bem vindo! Basta respeitar. Comente, opine, se expresse! Esse espaço é para você!
Se quiser fazer contato por e-mail, utilize o Formulário de Contato. Ao comentar você concorda com nosso Termos de Uso

Espero que tenha gostado do Blog SNC!, Volte Sempre!

* Não aceitamos propagandas de outros sites/blogs nos comentários sem a prévia autorização*