29 de agosto de 2016

Campanhas de Segurança do Trabalho



A Campanha de Segurança do Trabalho deve ser desenvolvida para conscientizar em relação à algum problema encontrado ou desordem persistente que não estamos conseguindo regularizar.

Deve ser especifica para aquele problema ou situação, pode ser feita envolvendo outros elementos como por exemplo, Tabagismo e Alcoolismo ( usando dois temas distintos) mas deve-se preferir utilizar de um único tema por vez, pois dessa forma nossas argumentações sempre serão mais fortes e direcionadas ao problema principal.

A campanha deve contribuir com:

• Um ambiente de trabalho seguro;
• A redução do absenteísmo;
• Alertar para os impactos relacionados a acidentes e doenças do trabalho no gerenciamento dos custos;
• Ações educativas em SST, onde possa levar informação clara sobre os riscos encontrados na empresa e os meios de mitigá-los;
• Estimular práticas seguras;

Obs: As Campanhas de Segurança do Trabalho não devem ser exclusivas de Sipat's e sim de todo período produtivo laboral na empresa.

Deve sempre existir alguma campanha, instrução, panfleto, impresso ou qualquer outra forma de divulgação na empresa.

Ela deve ser constante, a conscientização é algo que conseguimos a longo prazo e bem por isso, devemos manter sempre as informações de Segurança sempre bem vivas na mente dos funcionários.

A Campanha deve ser bem planejada, ter um bom material de divulgação. É necessário alguns passo para a sua realização, que são:

•Planejamento;
•Desenvolvimento e Produção de Material;
•Lançamento;
•Desenvolvimento;
•Avaliação;


Vamos entender cada um dos tópicos.

•Planejamento
No planejamento, devemos observar quais setores da empresa apresentam maior frequência de ocorrências ( acidentes, baixa na produtividade, etc... ).
Quais as principais causas dessas ocorrências.
Quais setores ou funcionários nossa campanha deve impactar.
Qual o objetivo principal da campanha.
Deve ser feita reuniões com os setores que apresentam alguma ocorrência para colher informações pertinentes para a campanha.
Fazer levantamento de investimentos para a campanha.
Criar uma logo marca para a campanha.

•Desenvolvimento e Produção de Material
Aqui é a parte onde vamos desenvolver e produzir tudo aquilo que será utilizado na campanha. Deverá ser posta em pratica todas as ideias obtidas nas reuniões com os setores.

•Lançamento
Deve ter uma mensagem que cause impacto em todos os setores da empresa,deve prender a atenção dos funcionários em um determinado assunto especifico.

•Desenvolvimento
Nesse momento, devemos fixar faixas e cartazes pela empresa.
Espalhar pelos setores da empresa folhetos e boletins informativos sobre o assunto abordado na campanha.
Quando a empresa possuir Jornal Interno ou outro meio de comunicação periódica com o funcionário, deverá publicar matéria de apoio a campanha.
Sempre exibir material áudio visual, dê preferência para exibições em locais onde se concentram funcionários por um determinado período, como por exemplo no refeitório nos horários de café, almoço, janta.
Realizar palestras educativas abordando o assunto nas áreas de maior incidência de ocorrências.

•Avaliação
Aqui devemos avaliar como está sendo o desenvolvimento da Campanha de Segurança do Trabalho.
Devemos aplicar ações para quantificar a aceitação da campanha.
Planilhar os dados obtidos.
Elaborar relatório apontando  os motivos da realização da campanha e sua conclusão, qual o impacto ela obteve ( deve usar fotos, panfletos da campanha, anexos e etc... ).

Normalmente para o desenvolvimento de uma Campanha de Segurança do Trabalho, nós trabalhamos em equipe, distribuindo assim as atribuições.

Pode ser formada a Equipa de Campanha onde teremos as seguintes atribuições:

- Gestor ou Líder ( será responsável por conduzir todo o desenvolvimento da campanha);
- Equipe de representantes ( das áreas que apresentam ocorrência; - a cipa é uma boa pedida );
- Equipe de Marketing Interno ( desenvolvimento de material );
- Organizador ( define o cronograma em que deverá acontecer a campanha - quinzenal, mensal e etc...);
- Tesoureiro ( deverá cuidar da parte financeira da campanha, fazer orçamentos );
- Equipe de Divulgação ( quem deve divulgar - a cipa é uma excelente ideia, pois está inserida na empresa e com os funcionários );

Estou deixando 3 panfletos de divulgação de Campanhas realizadas para exemplificar.

Bons estudos!





  •  Facebook
  •  Twitter
  •  Google+
  •              Print Friendly Version of this pageImprimir Get a PDF version of this webpagePDF   

28 de agosto de 2016

Principais Normas Regulamentadoras



As Normas Regulamentadoras, também conhecidas como NRs, regulamentam e fornecem orientações sobre procedimentos obrigatórios relacionados à segurança e medicina do trabalho.

As Normas Regulamentadoras NRs fazem parte da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), e apontam as exigências mínimas que devem ser aplicadas por todas as empresas públicas e privadas no território nacional.

Todas as NRs são de extrema importância, mas cada uma delas foi escrita para uma área em especial, podemos utiliza-las atreladas umas as outras para garantir a saúde e segurança dos nosso funcionários.

Aqui segue um breve resumo das NRs que são mais utilizadas nas empresas.


-NR1 – Disposições Gerais: estabelece o campo de aplicação de todas as NRs, bem como os direitos e obrigações do Governo, dos empregadores e dos trabalhadores, estabelece a importância, funções e competência da Delegacia Regional do Trabalho e estabelece a importância, funções e competência da Delegacia Regional do Trabalho.

-NR2 – Inspeção Prévia:  Todo estabelecimento novo, antes de iniciar suas atividades, deverá solicitar aprovação de suas instalações ao órgão do Ministério do Trabalho e Emprego;

-NR4 – SESMT - : estabelece a obrigatoriedade de as empresas organizarem e manterem o Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT), que visa promover um ambiente saudável e que proteja a integridade física do funcionário;

-NR5 – CIPA - Comissão Interna de Prevenção de Acidentes:  tem  como  objetivo  a  prevenção  de  acidentes  e doenças  decorrentes  do  trabalho,  de  modo  a  tornar  compatível  permanentemente  o  trabalho  com  a  preservação da vida e a promoção da saúde do trabalhador;

-NR6 – EPIs - Equipamento de Proteção Individual: estabelece a necessidade de utilização de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para atividades consideradas de risco. Os dispositivos devem ser fornecidos pela empresa;


Todas as NRs são de extrema importância, mas cada uma delas foi escrita para uma área em especial, podemos utiliza-las atreladas umas as outras para garantir a saúde e segurança dos nosso funcionários.


-NR7 – PCMSO - Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional: estabelece  a  obrigatoriedade  de  elaboração  e implementação,  por  parte  de todos os empregadores e instituições que admitam trabalhadores como empregados, do Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional -PCMSO, com o objetivo de promoção e preservação da saúde do conjunto dos seus trabalhadores.

-NR9 – PPRA - Programa de Prevenção de Riscos Ambientais: estabelece a obrigatoriedade da elaboração e implementação, por parte de todos os empregadores e instituições que admitam trabalhadores como empregados, do Programa de Prevenção de Riscos  Ambientais -PPRA,  visando  à  preservação  da  saúde  e  da  integridade  dos trabalhadores,  através  da antecipação, reconhecimento, avaliação e conseqüente controle da ocorrência de riscos ambientais existentes ou que venham  a  existir  no  ambiente  de  trabalho,  tendo  em  consideração  a proteção  do  meio  ambiente  e  dos  recursos naturais.

-NR18 - Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção: estabelece  diretrizes  de  ordem  administrativa,  de  planejamento  e  de organização,  que  objetivam  a  implementação  de  medidas  de  controle  e sistemas  preventivos  de  segurança nos processos, nas condições e no meio ambiente de trabalho na Indústria da Construção.

-NR26 – Sinalização e Segurança: estabelece um padrão de cores para a sinalização de segurança e classifica a rotulagem de produtos químicos ( GHS).

-NR33 – Espaços Confinados: Tem por objetivo estabelecer os requisitos mínimos para identificação de espaços confinados e o reconhecimento, avaliação, monitoramento e controle dos riscos existentes, de forma a garantir permanentemente a segurança e saúde dos trabalhadores que interagem direta ou indiretamente nestes espaços.

-NR35 - Trabalho em Altura: Estabelece  os requisitos  mínimos e  as  medidas de proteção  para  o  trabalho  em  altura, envolvendo  o  planejamento,  a  organização  e  a  execução,  de  forma  a garantir  a  segurança  e  a  saúde  dos trabalhadores envolvidos direta ou indiretamente com esta atividade.

Espero que tenham conhecido um pouco mais sobre as principais NRs que utilizamos, façam valer esses preceitos para garantir a saúde e segurança dos trabalhadores.

Bons estudos!
 
  •  Facebook
  •  Twitter
  •  Google+
  •              Print Friendly Version of this pageImprimir Get a PDF version of this webpagePDF