12 de janeiro de 2017

Escala de Ringelmann - Fumaça Preta



Como já vimos em artigo anterior, falei sobre o desenvolvimento do método de Escala Ringelmann, de quando, quem criou, por que ? e etc...

Se você não leu esse artigo, aqui está o link, acesse e compreenda um pouco mais.  

Leia clicando aqui  Controle e Monitoramento da emissão de fumaça preta

A partir desse artigo, eu tive grande procura por informações relacionadas, como desenvolver os laudos e o monitoramento da fumaça preta com a Escala de Ringelmann. De como seria o procedimento utilizando a escala de Ringelmann.

Sendo assim resolvi fazer esse novo artigo para complementar o anterior e trouxe alguns arquivos e planilha para o monitoramento e acompanhamento do enegrecimento da fumaça. 

Esse arquivos servem para se fazer o acompanhamento tanto em maquinas, equipamentos e veículo com motor a diesel quanto podem ser aplicados na indústria também, mas nesse caso deve-se fazer algumas adaptação nos arquivos para ficarem ao contento da situação.

Temos 4 arquivos para trabalhar com o monitoramento da fumaça preta:

1 - Instrução de Trabalho em Gestão Ambiental com Escala de Ringelmann;
Aqui temos a instrução de monitoramento, o documento base para a gestão ambiental e onde vamos anexar todos os outros arquivos após monitoramento.

2 - Planilha de Monitoramento de fumaça preta;
Essa planilha servirá para nos manter sempre informados quanto a nossa frota de caminhões, tratores, caminhonetes, enfim ela irá nos mantém informados em relação à todos os veículos, pode ser adaptada para maquinas e equipamentos.

3 - Anexo I - Tabela de Monitoramento e Índice de Fumaça Preta;
Deve ser preenchida como os dados que a mesma solicita e com as avaliações encontradas após monitoramento com o uso da Escala de Ringelmann.

4 - Anexo II - Escala de Ringelmann;
Esse Anexo tem como caráter informativo, ele deverá estar anexado ao documento base como prova de que foi utilizado a Escala de Ringelmann como base de Monitoramento. ( Você deve comprar as Escalas de Ringelmann para fazer o uso, pois se fizer a impressão dessa, não terá a mesma intensidade de cores como na Escala Original.).

Como quase ninguém sabe onde adquirir as Escalas de Ringuelmann, aí segue link da Cetesb, onde é possível adquirir sem complicação. Ou procure pelo órgão ambiental do seu estado.

Link de Onde comprar o cartão de Escala de Ringelmann

Também temos duas publicações de portarias referentes ao assunto da fumaça preta, os mesmo são bons para o estudo da legislação onde aponta a preocupação do governo em relação a poluição causada pelos motores a diesel e o controle e monitoramento dessa fumaça com o auxilio da Escala de Ringuelmann.

Portaria 38/14 do DENATRAN divulga os limites de emissões de gases e os procedimentos para a fiscalização de veículos do ciclo diesel e do ciclo otto, motociclos e assemelhados do ciclo Otto,  conforme a Resolução CONTRAN n° 452, de 26 de setembro de 2013.( Dispõe  sobre  os  procedimentos  a serem adotados  pelas autoridades  de  trânsito  e  seus  agentes  na fiscalização  das emissões de gases de escapamento de veículos automotores de que trata o artigo  231, inciso  III,  do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). 

- Link Portaria 38/14

- Link Instrução Normativa IBAMA nº 06/10

- Link Resolução CONTRAN n° 452, de 26 de setembro de 2013

A poluição que é causada pela fumaça preta, não é só um problema ambiental. Essa questão é latente em outros setores como a Segurança do Trabalho e do Conselho Nacional de Trânsito.

Em qualquer um desse setores o excesso dessa fumaça em níveis não conformes serão passivos para a geração de multas e outros procedimentos punitivos.

Bônus
Nas minhas pesquisas pela internet acabei encontrando um App para smartphone que auxilia no monitoramento da fumaça preta.
O APP você pode baixar sem custos. Você recebe 5 créditos para os testes. O sistema é baseado em créditos, cada foto tirada equivale a 1 crédito.
Os créditos podem ser recarregados dentro do Portal, no mesmo, você terá acesso ao laudo e muitas outras coisas. O APP, faz a aferição; O Portal, configurações e impressão do laudo.

Segue para Download Gratuito os arquivos e a planilha para Gestão Ambiental da Fumaça Preta. 


Ringelmann


[ Se esse artigo foi útil para você, comente e compartilhe. Isso faz com que outras pessoas  compreendam melhor o assunto e também expressem suas opinião. ]

Bons estudos!




  •  Facebook
  •  Twitter
  •  Google+
  •              Print Friendly Version of this pageImprimir Get a PDF version of this webpagePDF   

7 de janeiro de 2017

Relatório de Segurança do Trabalho



Onde existe técnico de segurança, também existirá o Relatório de Segurança do Trabalho. Esse documento é desenvolvido pelo técnico apontando suas atividades em um determinado período, afim de apontar tudo aquilo que ele averiguou, ocorrências, sinistros ou qualquer outra situação que necessite ser relatada a superiores. Ele também pode ser elaborado pelo engenheiro sem nenhum problemas.

Para darmos inicio ao nosso relatório é necessário que façamos uma analise previa de quem irá recebe-lo( Gerente, gestor ou o patrão ), devemos tomar o cuidado de escreve-lo em uma linguagem clara para que seja de fácil compreensão.

O Relatório pode ser dividido em categorias distintas, dessa forma podemos elaborar vários tipos de relatórios e segurança diferentes, como:

Relatório de Pesquisa;
Relatório de Rotina;
Relatório de Controle de Perdas;
Relatório de Gestão;
Relatório de Investigação de Acidentes e Incidentes;
Relatório de Condições e ou Comportamentos Inseguros;
Relatório de Curso/Treinamento; etc...


O relatório deve ser claro e objetivo, deve dar o entendimento da realidade para o leitor e deve apontar:

O que aconteceu? - expor os fatos;
O que você acha sobre o fato ocorrido? - analise e conclusão;
O que deve ser feito? - apresentar soluções e justificativas;

Para sua confecção deve-se ter em mente uma estrutura básica de relatório onde se deve constar:

Introdução;
Sumário;
Corpo;
Conclusões;
Recomendações/Proposta de Melhoria;
Anexos;


Com esses 06 itens iremos moldar nosso relatório para qualquer situação e iremos fazer com que as informações nele contido, seja exatamente o que expressa a realidade do acontecimento.

Sendo assim, vou deixar mais fácil a compreensão para cada item e depois vocês trabalhem melhor cada item com o que vocês já estão habituados ou o que melhor convier.

1-Introdução;
A introdução ou apresentação aponta o trabalho, o fato, o ocorrido. Aqui deve ser exposto ou apresentado o problema e também qual a finalidade do documento.

2-Sumário;
Aqui vamos apontar cada capitulo do nosso relatório.

3-Corpo;
No corpo do Relatório é que se faz o desenvolvimento de tudo, aqui iremos relatar detalhadamente os fatos. Podemos dividir essa parte do documento em outra 4 partes.
-Método - aqui devemos apontar em ordem cronológica e exata os acontecimentos e procedimentos adotados.
-Descrição - deve ser descrito minuciosamente os fatos.
-Resultado - aqui deve-se relatar os resultados do trabalho, da pesquisa ou das ações tomadas.
-Discussão e Embasamento Legal - Aqui devemos apontar o que entendemos quanto aos resultados e as normas vigentes que foram utilizadas  para embasamento.
Obs: nessa etapa do documento temos que convencer o leitor pela razão dos fatos.

4-Conclusões;
A conclusão é feita levando-se em conta os fatos que apresentamos.

5-Recomendações/Proposta de Melhoria;
As recomendações sempre devem ser fundamentadas nas conclusões e devem oferecer a solução para o fato relatado.
Aqui é bom utilizar de uma ferramenta de analise de melhoria, como por exemplo 5W2H ( O que?, Por que?, Aonde?, Quando?, Quem?, Como?, Quanto? ) permitindo um melhor registro e gerenciamento das recomendações mencionadas.  O apontamento de normas de segurança também é muito bem vindo nessa parte do documento.

6-Anexos;
Os anexos, essa é uma parte de muita importância pois é aqui que iremos usar de planilhas, tabelas, imagens, certificações, credenciais, ART, fotos, etc. A intenção dos Anexos são de ilustrar aquilo que relatamos anteriormente no corpo do documento.

Todo esse esforço para relatar algo, apontar uma situação, mostrar algum fato, solicitar melhorias, evidenciar erros, investigar acidentes enfim, tantas outras situações.

 
Estou deixando um exemplo de Relatório de Acompanhamento de Obra  para ilustrar esse artigo. Fiquem a vontade para baixar.


RAO



[ Se esse artigo foi útil para você, comente e compartilhe. Isso faz com que outras pessoas  compreendam melhor o assunto e também expressem suas opinião. ]


Bons estudos!
 


  •  Facebook
  •  Twitter
  •  Google+
  •              Print Friendly Version of this pageImprimir Get a PDF version of this webpagePDF