19 de fevereiro de 2017

Não use o Celular enquanto dirige



É grande número de acidentes causados por condutores que se utilizam de celulares ao volante. Tenho recebido bastante solicitação de palestras de conscientização sobre esse tema para empresas de logística, transportadoras, sucroalcooleiras e de transporte de passageiros. ( Sim, transporte de passageiros.)

Assista ao vídeo e deixe seu comentário a respeito. 


Não use o celular no trânsito.

Esse tema, sim é, relacionado a segurança do trabalho. Pois afeta a integridade e saúde de varias pessoas e aquelas que desenvolvem atividade remunerada, isto é, trabalham para alguma empresa conduzindo seus caminhões, ônibus, vans ou carros.

PRF/Divulgação Campanha
da Polícia Rodoviária Federal pretende reduzir uso de celular por motoristas e pedestres.


Nós da segurança do trabalho devemos encontrar a melhor forma de gerar a conscientização desse funcionários para que de alguma forma possamos reduzir os acidentes causados por esse tipo de negligencia.

Quando o condutor olha para a tela do seu celular, dura em média 23 segundos. Isso quer dizer, que se o veículo estiver a uma velocidade de 60km  por hora, esse condutor terá percorrido cerca de 380 metros sem prestar atenção na via.



Se o veículo estiver a 100km por hora, serão cerca de 640 metros sem prestar atenção na via. Em veículos mais pesados como caminhões e ônibus por exemplo, essa atitude aumenta em 23 vezes o risco de se gerar um acidente.


Estudos apontam que 1 em cada 3 acidentes que acontecem no Brasil são devido ao uso incorreto do aparelho celular, ou seja, a melhor prevenção é o bom senso. Jamais deve-se admitir ao condutores falar ao telefone ou checar mensagens enquanto dirige. 

Para o NHTSA, o departamento de trânsito dos Estados Unidos, usar dispositivos móveis enquanto dirige pode aumentar em até 400% o risco de acidente. De acordo com especialistas, é um risco muito maior que se o motorista estiver embriagado.

O tempo necessário só para pegar o celular e conferir o número de quem está chamando é de 4,5 segundos. Para reagir diante de um imprevisto no caminho com uma freada, o motorista leva 2,5 segundos se o veículo estiver a 100 quilômetros por hora, sendo 1,5 segundos para perceber o obstáculo e 1 segundo para começar a executar a reação. Os dados são da Faculdade de Engenharia Industrial (FEI) de São Paulo.



Então entendemos que se perde um tempo precioso visualizando quem chama e não prestando atenção na via.

Pense nos outros! Os acidentes de trânsito geralmente envolvem terceiros. A irresponsabilidade de não cumprir com a lei pode acabar prejudicando pessoas que não tem nada a ver com a sua negligência ao volante.

Hoje, se você for autuado usando o celular enquanto dirige, será considerado infração gravíssima.
Vale notar que o uso de celular não inclui apenas falar ao telefone, mas também usar smartphones para enviar mensagens em apps como WhatsApp e Facebook, tirar fotos, entre outras coisas.

Pense na vida das outras pessoas!


[ Se esse artigo foi útil para você, comente e compartilhe. Isso faz com que outras pessoas  compreendam melhor o assunto e também expressem suas opinião. ] 

Bons estudos!


  •  Facebook
  •  Twitter
  •  Google+
  •              Print Friendly Version of this pageImprimir Get a PDF version of this webpagePDF   

14 de fevereiro de 2017

Descrição de Cargo e Função



A descrição de cargo ou função é pratica bastante conhecida em segurança do trabalho, mais não só na segurança, também é quesito importante para quem atua no RH e Qualidade seguindo os preceitos das ISOs, nesse caso a ISO 9001.

Tendo em vista a grande solicitação de explicação referente a esse assunto, vou comentar um pouco como se faz a descrição de Cargo e Função para as ordens de serviço ( O.S ), que mais tarde servirão para a elaboração de outros documentos que necessitem delas como o PPRA por exemplo.

Você precisa ter não só a descrição do cargo e atividades a serem exercidas como também, ter uma "ficha" completa referente a todos esses dados, entre eles Identificação de Cargo já existente, Localização do Cargo, Descrição de Competências.

Não existe uma maneira simplicidade de ser fazer isso, realmente você terá que ir até o setor, irá analisar  o cargo e função que provavelmente já existem e daí sim, irá descrever de forma criteriosa.
Comece as descrições de cargo pelos cargos de gerência, pois quando o profissional que irá fazer as descrições tem um conhecimento global de cada área, a descrição dos demais cargos torna-se mais fácil.


1 - O que é uma Descrição de Cargo ou Função?
É descrever, especificar, dizer exatamente aquilo o que é necessário para ocupar aquele cargo. 

Sendo assim você terá que apontar as Habilidades, as responsabilidades, os requisitos, as atribuições e também onde se localiza o cargo em questão.

Isso deve ser realizado com o auxilio de quem já desempenha a função, com apoio do RH e até da diretoria.

2 - Para que serve a Descrição de Cargo ou Função?
A descrição do cargo ou função serve para mostrar quais requisitos são necessários para se ocupar o cargo em questão, isso em gestão de pessoas é muito importante.

Esse documento é de grande importância na empresa, pois ele irá auxiliar na elaboração de outros documentos como o PPRA, Investigação de Acidentes, Mapa de Risco, Analise Ergonômica Ordem de Serviço e tantos outros.

3 - Como faço a Descrição de Cargo ou Função?
Não é uma tarefa difícil, mas necessita de atenção e observação crítica a fim de descrever com veracidade aquilo que se observa e que teremos como atividades de uma determinada função.

Para que a descrição aconteça, podemos dividir o serviço em 3 etapas para facilitar, que são:
  • Identificação de Cargo já existente ou não ; 
  • Localização do Cargo; 
  • Descrição de Competências.


1 - Identificação de Cargo já existente
Devemos começar pelos cargos já existentes, deve ser feito um organograma funcional, é mais fácil para determinar as funções e a hierarquia desses cargos.

Quando existir a necessidade de criar um cargo ou função nova, aí sim iremos pontuar no organograma aquele cargo ou função, com seu superior hierárquico.

Use o termo “Ajudante” quando aquele colaborador ajudar a uma pessoa, por exemplo: Ajudante de Mecânico e Ajudante de Eletricista e o termo “Auxiliar” quando um empregado auxilia numa tarefa.

2 - Localização do Cargo
Aqui devemos identificar qual é o cargo ( Nome do Cargo ), deve ser criterioso, escreva o nome do cargo por completo, sem cortes e nem abreviações - exemplo: Técnico de Segurança do Trabalho ou Analista de Recursos Humanos Junior, isso facilita na identificação de cada função.

Defina o setor ao qual pertence aquela função, por exemplo Setor: Segurança do Trabalho - Função: Técnico de Segurança do Trabalho.

Identifique quem é o superior imediato daquela função, como no nosso exemplo - Técnico de Segurança do Trabalho sempre responde ao Engenheiro de Segurança do Trabalho. Esses critérios deverão ser realizados com base na realidade laboral da empresa.

3 - Descrição de Competências
Devemos pontuar as funções e suas responsabilidades, a formação escolar mínima para a função, as habilidades necessárias, os cursos e conhecimentos necessários e também o tempo de experiencia desejável.

Simples, fácil e rápido. Mas lembre-se, sempre deve apontar a realidade da empresa.

Estou disponibilizando um modelo de descrição de cargo ou função para Download Grátis.

Descrição Cargo e Função


[ Se esse artigo foi útil para você, comente e compartilhe. Isso faz com que outras pessoas  compreendam melhor o assunto e também expressem suas opinião. ]

Bons Estudos! 


  •  Facebook
  •  Twitter
  •  Google+
  •              Print Friendly Version of this pageImprimir Get a PDF version of this webpagePDF