19 de janeiro de 2013

Espaços Confinados e Ambientes IPVS

Em situações rotineiras ou não, podemos nos deparar com ambientes classificados como: 
Espaços Confinados e/ou Ambientes IPVS (Imediatamente Perigosos à Vida ou à Saúde).
Quais as características de cada um desses ambientes?
Existe diferença ou interação entre essas duas nomenclaturas?
Quais Equipamentos de Proteção Individual podem ser utilizados?

Definições:

Espaço Confinado:

"Local não projetado para a permanencia humana continua, com restrição de entrada e saída e ventilação insuficiente para a remoção de contaminantes."


Qualquer área não projetada para ocupação humana, com acesso ou saída limitados, que possua ventilação deficiente para remover contaminantes como gases tóxicos, contaminantes inflamáveis, bem como a falta de controle da concentração de oxigênio presente no ambiente.(Exemplo: tanques de estocagem, caminhões tanque, barcaças, caldeiras, esgotos, túneis, tubulações silos e etc.)


Atmosfera IPVS:

• A concentração do contaminante é maior que a concentração IPVS, ou suspeita-se que esteja acima do limite de exposição IPVS; ou
• É um espaço confinado com teor de oxigênio menor que o normal (20,9 % em volume), a menos que a causa da redução do teor de oxigênio seja conhecida e controlada; ou
• O teor de oxigênio é menor que 12,5 %, ao nível do mar; ou
• A pressão atmosférica do local é menor que 450 mmHg (equivalente a 4.240 m de altitude) ou qualquer combinação de redução na porcentagem de oxigênio ou redução na pressão que leve a uma pressão parcial de oxigênio menor que 95 mmHg.

Teor de Oxigênio no Ar:

O ar atmosférico é composto por aproximadamente 21% de oxigênio, 78% de nitrogênio e 1% de outros gases. Ao nível do mar, a pressão atmosférica é de 1 atm ou 760 mmHg, o que resulta numa pressão parcial de O2 de 159 mmHg.
Do ponto de vista fisiológico, qualquer ambiente com concentração abaixo de 16%, ou 122 mmHg de pressão parcial de O2, ao nível do mar, ocorre um aumento natural da pulsação e freqüência respiratória, diminui-se a atenção, raciocínio e coordenação. Assim, se torna obrigatório o uso de respiradores de adução de ar.
De forma análoga, para ambiente com concentração abaixo de 12,5% ou 95 mmHg de pressão parcial de O2, ao nível do mar, há uma diminuição acentuada da capacidade de julgamento e coordenação motora, respiração prejudicada, com danos permanentes ao coração, náusea e vômito. Assim, se torna obrigatório o uso de respirador autônomo ou linha de ar com cilindro auxiliar de escape, pois o ambiente é considerado IPVS.
Esses valores são sensivelmente alterados com o aumento da altitude, pois a pressão atmosférica diminui. Assim, para um mesmo teor de oxigênio, a pressão parcial de O2 é menor para qualquer lugar que esteja acima do nível do mar. (ver Tabela 5 na página 31 do Programa de Proteção Respiratória da Fundacentro)
Porém, como forma de prevenção à saúde do trabalhador e eventuais erros de calibração dos medidores, recomenda-se que para qualquer concentração abaixo de 19,5% de O2, sejam utilizados respiradores de adução de ar.

Situações:

Conforme as descrições acima, Espaço Confinado e Ambiente IPVS possuem características distintas e podem ou não estar presentes ao mesmo tempo numa situação em que seja necessária a ocupação humana. É preciso que fiquemos atentos para as terminologias que utilizamos no nosso dia-a-dia, pois em geral esses dois termos são utilizados sem distinção e na maioria das vezes confundidos entre si.
Se pensarmos num ambiente IPVS, determinado por qualquer uma das afirmações para a definição desse ambiente, cuidados especiais e equipamentos adequados precisam ser utilizados independentemente do ambiente ser ou não considerado espaço confinado. Um ambiente de trabalho (uma sala, ou um laboratório) pode vir a se tornar IPVS, caso ocorra um vazamento de um contaminante, por exemplo, e a sua concentração esteja acima do limite IPVS, ou simplesmente por se ter uma situação desconhecida.
No caso de um espaço confinado, a recomendação é que todo espaço confinado seja caracterizado como ambiente IPVS, a menos que se prove o contrário. A concentração do contaminante tóxico ou inflamável, que possivelmente esteja presente, e também da concentração de oxigênio devem ser medidas antes que seja permitida a entrada de qualquer pessoa em espaço confinado. E também, durante todo o tempo de trabalho, esse monitoramento das concentrações e uma ventilação forçada devem ser mantidos, mesmo que as concentrações medidas inicialmente estejam abaixo do limite de tolerância dessas substâncias e que o teor de oxigênio não esteja abaixo do normal. Vale reforçar que em espaço confinado, qualquer concentração de oxigênio que esteja abaixo de 21% é uma prova de que o local não é adequadamente ventilado.

Equipamentos Necessários:

Na impossibilidade de identificação dos riscos existentes ou atmosfera IPVS, o ambiente somente poderá ser adentrado com a utilização de respirador autônomo de demanda com pressão positiva ou com respirador de linha de ar comprimido com cilindro auxiliar para escape.
 
 
Autor: 
Rafael Pol Fernandes
3M do Brasil
Eng. de Serviço Técnico - Soluções para Saúde Ocupacional
  •  Facebook
  •  Twitter
  •  Google+
  •              Print Friendly Version of this pageImprimir Get a PDF version of this webpagePDF   

0 comentários:

Postar um comentário

Seja Bem Vindo!

Seu comentário é sempre bem vindo! Basta respeitar. Comente, opine, se expresse! Esse espaço é para você!
Se quiser fazer contato por e-mail, utilize o Formulário de Contato. Ao comentar você concorda com nosso Termos de Uso

Espero que tenha gostado do Blog SNC!, Volte Sempre!

* Não aceitamos propagandas de outros sites/blogs nos comentários sem a prévia autorização*