18 de março de 2013

Proteção Confortavel


Muitas vezes, os Equipamentos de Proteção Individual incomodam porque não são usados corretamente. Confira dicas para evitar problemas e aumentar a segurança

Reportagem: Maryana Giribola


Foto: Marcelo Scandaroli
Alguns operários se recusam a usar Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) ou os utilizam de forma errada, comprometendo a segurança, sob a justificativa de que incomodam. É comum ouvir que botas causam bolhas e apertam, luvas esquentam, cintos limitam a movimentação.
Apesar de, conforme afirma o consultor em segurança do trabalho, José Carlos de Arruda Sampaio, a qualidade dos EPIs ter melhorado devido à obrigatoriedade do Certificado de Aprovação (CA), fornecido pelo Ministério do Trabalho (MT), e da Norma Regulamentadora nº 6 (NR-6), isso não basta para que sejam confortáveis.
Segundo Giovani Pons Savi, consultor em segurança do trabalho, um meio de garantir que não incomodem é prová-los antes da compra e dar alguns modelos para os operários usarem durante um tempo antes de escolher.


Uso correto

Para Savi, boa parte dos incômodos é causada pelo uso incorreto, o que é resolvido com fiscalização e treinamento periódico. "Alguns acabam esquecendo a forma correta de usar", explica.
Além disso, alerta, as compras devem ser feitas por profissionais do Serviço Especializado de Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT) para que a decisão não seja tomada apenas com base no preço.
Contar para os profissionais responsáveis pela compra dos produtos os incômodos que têm causado também auxilia. Muitas vezes, o departamento de suprimentos não sabe quais equipamentos estão causando incômodos porque os operários simplesmente deixam de usá-los em vez de reclamarem.
Veja a seguir dicas para evitar que os EPIs incomodem.
Foto: Marcelo Scandaroli

Máscaras de proteção

Problemas: as lentes das máscaras, com o tempo, também riscam e embaçam, comprometendo a visibilidade. Problemas de pele, como dermatites, também podem ocorrer pelo uso incorreto.
 
Dicas: guarde-as em locais livres de poeira, areia e materiais que possam riscar as lentes e, se possível, use sprays antiembaçantes. Para evitar contato da poeira, que pode levar a problemas de pele, encaixe corretamente a máscara no rosto.


Foto: Marcelo Scandaroli
 

Botas de proteção
Problemas: esquentam e podem causar bolhas nos pés, principalmente quando novas. Doenças de pele, como dermatites e frieiras, também podem ocorrer com o uso incorreto.
 
Dicas: o principal erro é cortar ou pisar em cima do calcanhar, utilizando-as como se fossem chinelos. O incômodo pode ser resolvido usando a numeração correta. Por isso, prove-as antes e use meias de algodão secas. A umidade causa dermatites e frieiras. Para evitar que o suor prejudique a pele, use talco para os pés. Lembre-se que, no início, elas podem ser um pouco desconfortáveis, mas que com o uso contínuo os incômodos diminuem.


Protetor auricular
Foto: Marcelo Scandaroli Problemas: quando são do tipo plug, o uso contínuo pode causar dores. Em alguns casos, são infecções de ouvido causadas principalmente pela falta de limpeza das mãos e do próprio EPI antes do uso. Quando são do tipo concha, podem esquentar.
 
Dicas: introduzir corretamente o protetor do tipo plug no ouvido e optar por modelos em silicone, que machucam menos. Para evitar infecções, é preciso atentar à higiene. Por isso, lave as mãos e o EPI com água e sabão neutro, e guarde adequadamente. Além disso, o protetor usado em um ouvido deve sempre ser usado nesse mesmo ouvido para evitar que uma possível infecção passe de um lado para outro. Para isso, basta dar um nó em um dos cordões, para não confundir os plugs. Não reutilize protetores descartáveis. Quando o EPI é do tipo concha, não há como evitar que esquente.





Foto: Marcelo Scandaroli


Cintos de segurança
Problemas: há trabalhadores que alegam que os cintos utilizados para trabalho em altura machucam a virilha e limitam a movimentação.
 
Dicas: opte por cintos com tiras acolchoadas. Ajuste-os corretamente, o que garante a segurança e minimiza incômodos, além de melhorar a movimentação.

 





Capacete
Foto: Marcelo Scandaroli Problemas: o uso contínuo, principalmente em dias muito quentes, faz com que a cabeça esquente, causando dores. Em alguns casos, as reclamações têm a ver com a má fixação, que o faz cair com facilidade ou provoca incômodos, caso esteja muito apertado.
 
Dicas: não há como evitar que os capacetes esquentem, mas o ajuste correto da carneira pode evitar a maioria dos incômodos, como dores. Para não atrapalhar o ajuste, nunca use bonés ou chapéus por baixo ou a aba virada para trás. Em locais onde a incidência de ventos é alta, utilize capacetes com fitas jugulares, que passam por debaixo do pescoço e ajudam na fixação.

Luvas
Problemas: além de esquentarem as mãos, alguns operários alegam que são muito grossas e tornam o trabalho mais lento, pois diminuem o tato, além de, com o tempo, deixarem mau cheiro nas mãos.
Foto: Marcelo Scandaroli

Foto: Marcelo ScandaroliDicas: utilizar as luvas corretas para cada função. Luvas de PVC são indicadas para trabalhos de concretagem ou lavagem; luvas de raspa, para trabalho com armaduras. Nunca use luvas folgadas, que reduzem o tato e fazem com que os materiais escorreguem. Sempre que possível, use luvas de cano longo. O mau cheiro causado pelo uso contínuo pode ter a ver com o material do qual são feitas, mas lavar as mãos antes de calçá-las pode evitar esse problema.

 



Óculos de proteção
Foto: Marcelo Scandaroli Problemas: com o tempo, as lentes riscam e embaçam, comprometendo a visibilidade. 
Dicas: guardar os óculos em locais livres de poeira, areia e materiais que possam riscar as lentes e procure utilizar sprays antiembaçantes. Há óculos específicos para cada atividade. Trabalhos sob a luz do sol exigem lentes escuras, assim como trabalhos com projeção de partículas demandam óculos panorâmicos. Operários que usam óculos de grau devem usar modelos de sobreposição ou até mesmo solicitar à empresa EPI com grau, segundo indicação médica.

Fonte: Revista Equipe de Obra
  •  Facebook
  •  Twitter
  •  Google+
  •              Print Friendly Version of this pageImprimir Get a PDF version of this webpagePDF   

0 comentários:

Postar um comentário

Seja Bem Vindo!

Seu comentário é sempre bem vindo! Basta respeitar. Comente, opine, se expresse! Esse espaço é para você!
Se quiser fazer contato por e-mail, utilize o Formulário de Contato. Ao comentar você concorda com nosso Termos de Uso

Espero que tenha gostado do Blog SNC!, Volte Sempre!

* Não aceitamos propagandas de outros sites/blogs nos comentários sem a prévia autorização*