31 de julho de 2014

Cuidados importantes no uso e conservação dos EPIs e EPCs

O que são equipamentos de proteção individual (EPIs)?

Equipamento de Proteção Individual (EPI) é todo dispositivo ou produto de uso individual destinado à proteção de riscos à saúde e segurança do trabalho. As Normas Regulamentadoras - NR, relativas à segurança e medicina do trabalho, são de observância obrigatória pelas empresas privadas e públicas e pelos órgãos públicos da administração direta e indireta, bem como pelos órgãos dos Poderes Legislativo e Judiciário, que possuam empregados regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho – CLT. 


O não cumprimento das disposições legais e regulamentares sobre segurança e medicina do trabalho acarretará ao empregador a aplicação das penalidades previstas na legislação pertinente.
Constitui ato faltoso a recusa injustificada do empregado ao cumprimento de suas obrigações com a segurança do trabalho.

São exemplos de EPIs: capacetes, máscaras de solda, protetores auditivos e luvas

Só pode ser posto à venda ou utilizado se possuir o CA – Certificado de Aprovação – expedido pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

Em que situações as indústrias devem fornecer equipamentos de proteção individual para seus empregados?

A empresa é obrigada a fornecer aos seus empregados, gratuitamente, em perfeito estado de conservação e funcionamento, EPIs adequados aos perigos que os trabalhadores estão expostos, nas seguintes circunstâncias (NR-9):

Quando comprovado pelo empregador ou instituição a inviabilidade técnica da adoção de medidas de proteção coletiva (EPCs) ou quando estas não forem suficientes;
Enquanto as medidas de proteção coletiva encontrar-se em fase de estudo, planejamento ou implantação;
Para atender a situações de emergência.

Quais os deveres do empregador e dos empregados quanto aos equipamentos de proteção individual (EPIs)?

Segundo a NR-6 do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), cabem ao empregador:
Adquirir o EPI adequado ao risco de cada atividade;
Exigir que o empregado use o EPI;
Fornecer ao trabalhador somente EPIs aprovados pelo órgão nacional competente em matéria de saúde e segurança no trabalho;
Orientar e treinar o trabalhador sobre o uso e conservação adequado do equipamento;
Substituir imediatamente todo equipamento danificado ou extraviado;
Realizar a higienização e a manutenção periódica dos EPIs;
Comunicar ao Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) qualquer irregularidade observada.

Quanto ao empregado, este tem por obrigação:

Usar o EPI apenas para a finalidade a que se destina;
Responsabilizar-se por sua guarda e conservação;
Comunicar ao empregador qualquer alteração que o torne impróprio;
Cumprir as determinações do empregador sobre o uso adequado do equipamento.

O que é Equipamento de Proteção Coletiva (EPC)?

Equipamento de Proteção Coletiva (EPC) é todo equipamento utilizado para proteger todos os trabalhadores expostos a determinados riscos para sua saúde e segurança. São exemplos de EPCs, dentre outros, extintores de incêndio; sinalização de segurança; lava-olhos e chuveiros de emergência.

Existem, ainda:

Guarda Corpos, que são Anteparos rígidos, com travessão superior, intermediário e rodapé, com tela ou outro dispositivo que garanta o fechamento seguro das aberturas;
Plataforma Principal: deve ser instalada no entorno do edifício após a concretagem da 1º laje (um pé direito acima do terreno) e só retirada após o término do revestimento.
Plataforma Secundária: instalada a cada três pavimentos, sendo retirada após a vedação da periferia até a plataforma superior estiver concluída.
Telas Barreira Protetora contra projeção de materiais e ferramentas. O perímetro da construção de edifícios deve ser fechado com tela a partir da plataforma principal de proteção
Tapumes/Galerias: Evitam o acesso de pessoas alheias às atividades da obra e protegem os transeuntes da projeção de materiais.
Proteção contra incêndios: Devem existir equipamentos de combate à incêndio e equipes especialmente treinadas para o primeiro combate ao fogo.
Sinalização de segurança: Visam identificar os locais que compõe o canteiro de obras, acessos, circulação de equipamentos e máquinas, locais de armazenamento e alertar quanto à obrigatoriedade de EPIs, riscos de queda, áreas isoladas, manuseio de máquinas e equipamentos.


                                             

Qual a importância da conservação dos EPIs e dos EPCs?

Os cuidados com os equipamentos de proteção garantem a segurança dos trabalhadores, pois mantêm sua eficácia. A conservação garante maior durabilidade, reduzindo custos para as empresas com substituições desnecessárias.
Equipamentos mal conservados podem oferecer desconforto durante a utilização e representar riscos para a saúde dos trabalhadores. Portanto, as indústrias devem estabelecer normas ou procedimentos para promover o uso, a higienização, a conservação, a manutenção e a reposição dos EPIs e EPCs, visando garantir as condições de proteção originalmente estabelecidas.

Deixo aqui alguns links para leitura




  •  Facebook
  •  Twitter
  •  Google+
  •              Print Friendly Version of this pageImprimir Get a PDF version of this webpagePDF   

Um comentário:

  1. Olá !
    Bom dia ,

    Estamos encaminhando nosso portfólio na intenção de apresentar nossa empresa.

    Após estudo e análise do mercado no segmento de EPI, constatamos que a segurança e qualidade são os principais fatores, tornado-se exigências primordiais dos clientes que utilizam tais serviços.

    Baseando-se nesses princípios a empresa DUVEK INDÚSTRIA E COMERCIO DE UNIFORMES foi criada, para proporcionar aos nossos clientes o que é fundamental no ramo, SEGURANÇA E QUALIDADE.


    www.duvek.com.br
    Skype - duvekcomercial2
    Tel - 031 - 3389-6900

    ResponderExcluir

Seja Bem Vindo!

Seu comentário é sempre bem vindo! Basta respeitar. Comente, opine, se expresse! Esse espaço é para você!
Se quiser fazer contato por e-mail, utilize o Formulário de Contato. Ao comentar você concorda com nosso Termos de Uso

Espero que tenha gostado do Blog SNC!, Volte Sempre!

* Não aceitamos propagandas de outros sites/blogs nos comentários sem a prévia autorização*