6 de agosto de 2014

Estudante cria folha sintética capaz de produzir oxigênio



Uma folha biológica sintética capaz de criar oxigênio. Essa é a criação do estudante Julian Melchiorri, do Royal College of Art, no Reino Unido. A invenção pode ser útil em viagens espaciais e ainda ajudar a melhorar a qualidade do ar na Terra. Melchiorri desenvolveu o projeto em conjunto com a Universidade Tufts, nos Estados Unidos. A folha, chamada de Silk Leaf, é feita com proteínas de seda, que são resistentes a viagens espaciais.

Silk Leaf ou folha biológica sintética

Os cloroplastos, que permitem a fotossíntese nas plantas, também fazem parte do material. Como as folhas de uma planta natural, a Silk Leaf precisa de luz e água para liberar oxigênio.
Segundo Melchiorri, o material absorve água e CO2, e produz energia assim como as plantas naturais. Como a luta por oxigênio no espaço é um dos principais empecilhos para a exploração espacial, a criação é uma ótima notícia. Além de atender as demandas de respiração dos astronautas, a Silk Leaf pode ajudar os primeiros colonos de Marte.

Silk Leaf ou folha biológica sintética

O material também poderia ser usado em fachadas de edifícios e sistemas de ventilação no interior para gerar oxigênio.
Seria possível absorver o ar de fora da construção, que, ao passar por filtros biológicos, levaria o oxigênio para dentro dos prédios.



Julian Melchiorri

Simulação de como poderá ser o uso da folha biológica sintética em prédios
 
 
Assista a um vídeo sobre a Folha Biológica Sintética ( Silk Leaf )



Fonte: Info

  •  Facebook
  •  Twitter
  •  Google+
  •              Print Friendly Version of this pageImprimir Get a PDF version of this webpagePDF   

0 comentários:

Postar um comentário

Seja Bem Vindo!

Seu comentário é sempre bem vindo! Basta respeitar. Comente, opine, se expresse! Esse espaço é para você!
Se quiser fazer contato por e-mail, utilize o Formulário de Contato. Ao comentar você concorda com nosso Termos de Uso

Espero que tenha gostado do Blog SNC!, Volte Sempre!

* Não aceitamos propagandas de outros sites/blogs nos comentários sem a prévia autorização*