1 de agosto de 2014

Gases Comprimidos

Faça o Download do DDS sobre cilindros de gás logo abaixo na postagem

O que é gás comprimido?

Para que a pressão de um gás aumente, não é necessário que ocorra aumento de temperatura, basta comprimir o gás. Através das ilustrações abaixo se pode entender por que a pressão de um gás aumenta quando ele é comprimido.
A pressão é causada pelo movimento rápido das moléculas de gás que colidem com as paredes internas do recipiente. Se o gás está comprimido, ocupando um espaço menor, as moléculas ficam mais concentradas. Cada centímetro quadrado das paredes do recipiente é golpeado por um maior número de moléculas. Por isso a pressão aumenta.
Os gases comprimidos podem ser classificados como gases liquefeitos (aqueles que podem tornar-se líquidos sob pressão, à temperatura ambiente), não-liquefeitos e gases em solução. Os gases são armazenados em cilindros de paredes metálicas muito grossas, especialmente construídas e testadas para este fim. Eles apresentam riscos especiais. Todo cilindro de gás comprimido contém uma grande quantidade de energia.

Quando esta energia é aliviada inadequadamente, ela pode provocar sérios acidentes. Os gases por si só já são perigosos porque podem causar incêndios, podem ser tóxicos e podem ser corrosivos. Esta é a razão pela qual devemos tratar com cuidado todos os gases comprimidos.

É da maior importância que algumas das propriedades dos gases comprimidos, que representam perigos (como inflamabilidade, toxidez, atividade química e efeitos corrosivos) sejam bem conhecidas pelos usuários do gás. As faixas de inflamabilidade do acetileno, monóxido de carbono, hidrogênio e sulfeto de hidrogênio são extremamente grandes, indicando que eles podem formar misturas explosivas com o ar sob uma extensa faixa de concentração.



                                   


Quais são os tipos de gases comprimidos mais utilizados no mercado?

Alguns dos tipos mais comuns de gases comprimidos que estão sendo usados no mercado incluem:

  • Oxigênio: Seu risco principal é o fato de ser altamente reativo com gases inflamáveis e pelo fato de ser essencial no processo de combustão.
   
  • Acetileno: Quando combinado com o oxigênio, o acetileno produz a chama de gás mais quente atualmente conhecido. Ele é altamente inflamável e altamente explosivo.
   
  • Hidrogênio: O hidrogênio é um gás altamente inflamável. Seu limite de inflamabilidade é de 4% a 74% de vapor de mistura no ar.
   
  • Nitrogênio: O nitrogênio é um gás não inflamável, comumente usado em soldagem a arco. Seu risco principal está no fato de que também desloca o oxigênio em áreas fechadas e provoca uma atmosfera deficiente de oxigênio.
   
  • Argônio: O argônio é um gás inerte, não inflamável, comumente usado em soldagem a arco. Seu risco principal está no fato de que também desloca o oxigênio em áreas fechadas ou confinadas, causando uma atmosfera deficiente de oxigênio.
   
  • GLP(Gás Liquefeito de Petróleo), conhecido como gás butano: Comumente usado em processo de queima, porém sua chama não é tão quente, exigindo um consumo maior. Por ser mais pesado que o ar quando há vazamento ele se aloja em locais mais baixos, ocorrendo risco de explosões. Seu cheiro característico de mercaptana é um sinal evidente de vazamentos.

Como deve ser a segurança para os gases comprimidos?

  • Cilindros contendo gases comprimidos necessitam de alguns cuidados em sua utilização, com o intuito de evitar acidentes. Algumas informações e sugestões visam a proporcionar uma margem extra de segurança aos usuários deste tipo de produto.
Armazenagem:

  • Os cilindros devem ser identificados e estocados em áreas bem ventiladas e livres de materiais inflamáveis.
  • Os cilindros devem ser acondicionados, separados por tipo de gás.
  • Manter os cilindros com seus capacetes em posição compacta e amarrados com correntes.
  • Separar os cilindros contendo combustíveis, por exemplo, hidrogênio, acetileno, dos cilindros contendo oxidantes, por exemplo, o oxigênio, à distância mínima de oito metros.
  • Manter os cilindros cheios separados dos vazios.
  • Não remover os sinais de identificação dos cilindros (rótulos, adesivos, etiquetas, marcas de fabricação e testes).
  • Não fumar na área de armazenamento.
  • Não permitir o manuseio dos cilindros por pessoal sem prática.
  • Em áreas internas, manter os cilindros longe de fontes de calor e ignição, passagens ou aparelhos de ar-condicionado. Evitar guardá-los no subsolo.
  • Em áreas externas, manter os cilindros em local arejado, coberto e seco, longe de fontes de calor e  ignição.
  • Manter equipamentos de segurança próximos da área de estocagem.
  • Manter os cilindros sempre na posição vertical, com suas tampas no lugar e afastados da luz solar direta, onde possam estar sujeitos à ação climática.

Como deve ser o manuseio dos cilindros de gás comprimido?

O manuseio incorreto de gases comprimidos pode facilmente causar danos extensivos à propriedade, sérios ferimentos e mesmo a morte de pessoas. Algumas regras são apresentadas:

  • Usar luvas protetoras, calçados de segurança com biqueiras de aço e óculos de segurança.
  • Manter o capacete protetor da válvula atarraxado quando não estiver em operação.
  • Não movimentar um cilindro sem seu capacete.
  • Utilizar carrinhos com correntes que permitam prender os cilindros durante o transporte.
  • Não jogar um cilindro contra outro(s).
  • Não derrubar o cilindro no chão ou permitir que tal ocorra.
  • Não utilizar os cilindros para outros fins que não o de conter gás.
  • Não transferir gás de um cilindro para outro.
  • Não permitir contato da válvula do cilindro com óleo, graxa ou agentes químicos, principalmente se o cilindro contiver oxigênio ou outros gases oxidantes.
  • Não abrir a válvula do cilindro sem antes identificar o gás que contém.

Quais são os cuidados na utilização do conteúdo dos cilindros de gás?

  • Manter o cilindro acorrentado durante sua utilização.
  • Utilizar regulador automático de pressão compatível com as características físico-químicas do produto.
  • Abrir a válvula devagar até o fim do curso.
  • Não sobreapertar conexões: em caso de persistir o vazamento, é melhor desatarraxar a conexão, limpando as roscas antes do reaperto.
  • Usar equipamento de proteção individual (EPI), como óculos e viseiras.
  • Não aumentar a pressão interna do cilindro por aquecimento.
  • Manter a válvula do cilindro fechada quando não estiver em uso.
  • Manômetros, reguladores e acessórios devem ser adequados e aprovados para os gases empregados.
  • Os acessórios não podem ser conectados aos cilindros sem o regulador de pressão apropriado. O uso sem o regulador poderá resultar na quebra do acessório ou explosão.

Como deve ser o transporte dos tubos de gás comprimido?

  • Transporte externo: Deve atender às prescrições da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e do Ministério dos Transportes para o transporte de cargas ou produtos perigosos. Cilindros de gás comprimido somente podem ser transportados em carros abertos, devendo sempre estar na posição vertical e fixados nos devidos suportes.
  • Transporte interno: Utilizar carrinhos de mão com correntes que permitam prender os cilindros durante o transporte. Jamais movimentar um cilindro sem seu capacete protetor de válvula.

Como é feita a identificação de cilindros de gás comprimido?

Abaixo está caracterizada a identificação dos tubos de gás.





  • Rótulo de colarinho: estão descritos o nome do gás, o grau de pureza do gás, a simbologia de risco e a conexão ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).
  • Rótulo de corpo: contém as informações básicas necessárias ao correto manuseio do produto.
  • Grupos de risco:Geralmente os cilindros de gases puros possuem em seus rótulos de colarinho a numeração de 1 a 6. Este número indica o grupo de risco daquele gás e varia conforme as suas propriedades físico-químicas.

  • Grupo 1: não-inflamável, não-corrosivo, baixa toxidez.
  • Grupo 2: inflamável, não-corrosivo, baixa toxidez.
  • Grupo 3: inflamável, tóxico e/ou corrosivo.
  • Grupo 4: tóxico e/ou corrosivo, não-inflamável.
  • Grupo 5: espontaneamente inflamável (pirofórico).
  • Grupo 6: venenoso.

Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos (FISPQ):solicitar a FISPQ para obter maiores informações sobre os possíveis riscos envolvidos na utilização dos produtos.
Todas as áreas onde houver cilindros de gases comprimidos devem estar sinalizadas com as Folhas de Dados de Segurança de Materiais (FDSM) dos produtos ali armazenados.

Como é feito e qual a importância do teste de vazamento de gás comprimido?

Deve-se certificar quanto a possíveis vazamentos de gases ou misturas, com a utilização de solução adequada, nos seguintes pontos: válvula do cilindro e conexões de entrada e saída dos reguladores de pressão.
Em função da pureza e do tipo de gás, diversos testes podem ser feitos, desde a detecção por bolhas até o uso de espectrômetros de hélio.
Os cilindros com suspeita de vazamentos ou com vazamentos não devem ser guardados na área de estocagem. Estes devem ser afastados para um local aberto e ventilado, onde não haja circulação de pessoas, deixando vazar seu conteúdo e mantendo-o na posição vertical. Nunca tente estancar um vazamento.

Quais são as normas regulamentadoras das atividades com gases comprimidos?
Os recipientes e vasos sob pressão contendo gases comprimidos devem ser armazenados em depósitos bem ventilados e estar protegidos contra quedas, calor e impactos acidentais, bem como estar de acordo com a NR-13 (Caldeiras e vasos de pressão) e as normas:

NBR 12.791 - Cilindro de Aço, sem costura, para Armazenamento e Transporte de Gases a Alta Pressão;
NBR 12.790 – Cilindro de Aço Especificado, sem costura, para Armazenagem e Transporte de Gases a Alta Pressão;
NBR 11.725 - Conexões e Roscas para Válvulas de cilindros para Gases Comprimidos, e alterações posteriores, da Associação Brasileira de Normas Técnicas - ABNT e recomendações do fabricante.
 Veja aqui algumas Normas Regulamentadoras que são úteis.

Faça Download de um DDS sobre Cilindros gás.

https://drive.google.com/file/d/0BwKv58EjJf5gSDFJSm50Vjg4Wjg/edit?usp=sharing



  •  Facebook
  •  Twitter
  •  Google+
  •              Print Friendly Version of this pageImprimir Get a PDF version of this webpagePDF   

0 comentários:

Postar um comentário

Seja Bem Vindo!

Seu comentário é sempre bem vindo! Basta respeitar. Comente, opine, se expresse! Esse espaço é para você!
Se quiser fazer contato por e-mail, utilize o Formulário de Contato. Ao comentar você concorda com nosso Termos de Uso

Espero que tenha gostado do Blog SNC!, Volte Sempre!

* Não aceitamos propagandas de outros sites/blogs nos comentários sem a prévia autorização*